• IRS 2019

Apoio social

1 - Centro Comunitário Porta Aberta

O Centro Comunitário Porta Aberta é uma estrutura polivalente, que possibilita o desenvolvimento de respostas, com vista à promoção e integração psicossocial dos indivíduos, grupos e comunidade, fomentando o voluntariado e organizando respostas psicossociais integradas.

1.1 - Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Psicossocial

Neste serviço realiza-se o atendimento/acompanhamento, encaminhamento e informação a cidadãos e/ou famílias em situação de pobreza, exclusão ou vulnerabilidade social, estimulando, em simultâneo a consciencialização dos seus próprios problemas com vista à sua promoção e integração sócio-económica.

1.2 - Ateliers de Desenvolvimento de Competências para Jovens dos 12 aos 16 anos

Este serviço abrange jovens, dos 12 aos 16 anos de idade, com dificuldades de aprendizagem, absentismo/insucesso escolar, oriundos de famílias multiproblemáticas, nas atividades decorrentes desta resposta social. A participação, em período letivo e de férias escolares, em atividades de animação sócio-cultural e aprendizagem de Ateliers de desenvolvimento de competências nas áreas da informática, serralharia, Artes e Ofícios, fotografia, animação, bem como o apoio psicossocial que beneficiam, permitem aos jovens a aquisição de experiências enriquecedoras ao nível artístico e sócio-pedagógico.

1.3 - Cozinha Social e Comunitária

Sendo uma resposta de carácter permanente, ou seja, encontrando-se aberta todos os dias da semana, sem excepção, a Cantina Social e Comunitária fornece refeições a clientes e/ou famílias carenciadas e a associados da Instituição.

1.4 – Balneários Sociais

Para além do serviço diário às respostas sociais do centro comunitário, numa lógica de permanente combate à pobreza e exclusão social, o serviço dos Balneários Sociais permite a sua utilização por parte dos clientes e da comunidade em situação de vulnerabilidade, onde realizam diariamente a sua higiene.

1.5 – Lavandaria Social

Este serviço, na lógica do combate à pobreza e exclusão, apoia todas as respostas sociais e serviços do Centro Comunitário, continuando, no entanto, a servir os associados da instituição, a preços acessíveis.

1.6 – Ateliers Ocupacionais

O espaço dos Ateliers é composto por cinco salas: de informática, Serralharia, Olaria, Fotografia e de convívio, normalmente utilizada para actividades de lazer e de Animação Socioeducativa, destinam-se a utentes do CAT, Beneficiários do RSI e da Acção Social, conforme o Acordo de Programa de Inserção.

1.7 - Banco de Alimentos

Apoio em géneros alimentares para indivíduos que possuam condições (físicas, mentais, logísticas, materiais) para a confeção autónoma das refeições. Estes géneros alimentares são disponibilizados no âmbito da adesão, realizada anualmente ao Programa Europeu FEAC (POAPMC), de parceria com o Banco Alimentar contra a Fome, e de outras campanhas nacionais e locais de recolha de alimentos.

1.8 - Banco de Roupa

Apoio em vestuário e outros têxteis, doados pela população e por empresas locais e regionais, a pessoas com carência destes produtos e dificuldade na sua aquisição.

1.9 - Gabinete de Psicologia

Consultas de Psicologia, individualizadas para: Intervenção Psicoterapêutica, acompanhamento psicológico, intervenção em crise; Implementação de programas individualizados de treino de competências; Reabilitação Neurocognitiva; Avaliação Psicológica para encaminhamentos diversos (Cursos de Formação, Unidades Residenciais para pessoas com deficiência; Pensão de Invalidez; Apoio aos Tribunais/Apoio às Equipas de Assessoria aos Tribunais, e outros que se justifique); Dinamização de grupos de autoajuda, entre outros. A todas as crianças, jovens, adultos e idosos, em situação de carência socioeconómica e/ou risco social, portadores de problemáticas que justifiquem a necessidade de intervenção psicológica individualizada.

2 – Centro de Alojamento Temporário para Passantes e Sem-Abrigo (CAT)

O CAT, resposta social de emergência em funcionamento permanente, com lotação de 16 vagas, destina-se alojar pessoas em situação de carência sócio-económica, população flutuante e famílias desalojadas, de ambos os sexos, dos 18 aos 65 anos, em conformidade com o estabelecido com o Instituto Segurança Social.

3 – Protocolo do Rendimento Social de Inserção (RSI)

Acompanhamento Psicossocial de 100 agregados familiares beneficiários de RSI, com o objetivo de lhes facultar uma progressiva reinserção laboral, profissional, social e comunitária.

4 – Rede Solidária de Cantinas Sociais - Plano de Emergência Social

A Cantina Social insere-se na Rede Solidária das Cantinas Sociais e constitui-se como uma resposta de invenção no âmbito do Programa de Emergência Social, que tem como objetivo suprir as necessidades alimentares dos indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade socioeconómica, através da disponibilização de refeições.

Powered by jms multisite for joomla