• A NOSSA MISSÃO
%PM, %07 %713 %2020 %17:%Ago.

Líbano: apoio necessário enquanto Beirute e o seu povo se recompõe de uma explosão devastadora

O Líbano continuará a sentir o tremor da explosão muito depois da explosão desta semana. Além da perda de centenas de vidas e milhares de feridos, centenas de milhares de pessoas perderam as suas casas e trabalhos. O país já se encontrava num estado extremamente frágil, após meses de uma crise económica em espiral e da Pandemia do coronavírus. Esta explosão veio fragilizar ainda mais um povo que já lutava se esforçava pela sobrevivência.  

Cerca de 250 mil pessoas ficaram desalojadas com a explosão. Os hospitais próximos à explosão foram gravemente danificados, assim como os serviços de eletricidade e água. Aqueles que conseguiram sair da cidade, já o fizeram.

A destruição do porto pode ter um impacto devastador sobre a população do Líbano em termos de perda de capacidade para importar os bens de primeira necessidade. 

Também afetará a chegada de ajuda humanitária, incluindo o trabalho de socorro do Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) no Líbano e na vizinha Síria. O Líbano importa a maior parte de seus produtos e o único porto alternativo - Trípoli - pode levar algum tempo para entrar em ativação. Mesmo assim, limitar-se-à, apenas, à capacidade para importação de 10% das mercadorias. 

O CICV está a responder ativamente às consequências da explosão em Beirute e continua comprometido em apoiar o Líbano durante estes tempos difíceis.

- Após a terrível explosão, o CICV realizou uma distribuição inicial de material médico de emergência para 12 hospitais em Beirute e arredores . Será disponibilizado mais apoio na medida da necessidade, seja para a Cruz Vermelha Libanesa ou para hospitais e estruturas médicas em todo o país.         

- Alguns dos feridos foram levados para o hospital Rafik Hariri, com o qual o CICV tem parceria desde 2016 para apoiar o acesso a cuidados de saúde de qualidade aos mais  vulneráveis. Este hospital tornou-se o principal centro de diagnóstico e tratamento da COVID-19 desde o início da Pandemia.           

- Foi lançado um apelo para quem se encontre no país, se dirigir às Delegações da Cruz Vermelha Libanesa para doações de sangue.         

 

O trabalho do CICV no Líbano iniciou há muitos anos e  inclui:

· Apoiar financeiramente a famílias vulneráveis ​​de refugiados libaneses e sírios.

· Reabilitar abrigos de refugiados palestinos e sírios e ceder gratuitamente apartamentos, por um período de um ano.

· Estabelecer e fortalecer a infraestrutura de fornecimento de energia em bairros pobres e apoiar redes de infraestrutura de água para garantir que os refugiados e as comunidades anfitriãs tenham acesso a água suficiente e potável.

· Promover apoio médico a pessoas feridas por armas, bem como cuidados de saúde de emergência para os mais vulneráveis ​​nos centros de saúde administrados ou apoiados pelo CICV em todo o país.

· Apoiar serviços de Cuidados Primários a Saúde de qualidade, Serviços de Reabilitação Física e Saúde Mental e Psicossocial.

· Advogar junto das Autoridades e partes interessadas pelo respeito contínuo do princípio de não repulsão e contra as deportações e regressos forçados.

 

Saiba mais sobre o CICV. 

Powered by jms multisite for joomla